quarta-feira, julho 01, 2009

Desportivamente falando…

Nas quatro linhas está a verdade desportiva, ao menos, a verdade desportiva a que temos direito. Ninguém gosta e eu não gostaria de saber que aquele jogo que vejo, que testemunhei, possa vir a ter um resultado diferente na secretaria. Independentemente dos erros do árbitro ou dos acasos que passaram despercebidos.
.
Questão diferente é a posterior verificação de fraude (sempre premeditada) e cuja existência terá condicionado o resultado da partida. Sirva de exemplo o que (não) aconteceu no Futsal: - se o Ricardinho tivesse sido expulso no jogo anterior (como deveria ter sido) não jogaria a finalíssima. Mas se mesmo assim o Benfica o pusesse a jogar era evidente para todos que a verdade desportiva estava a ser atraiçoada. Mesmo que nas quatro linhas o Ricardinho tivesse marcado vinte golos e feito uma exibição de sonho.
E ainda que todos, excepto o reclamante, desconhecessem o hipotético impedimento do Ricardinho.
.
Dei este exemplo, mas podia ter dado o exemplo do ‘Caso Mateus’. Para quem não se lembra foi um jogador que alinhou pelo Gil Vicente estando impedido de o fazer e sabendo o Gil Vicente que Mateus não podia jogar. Uma fraude, portanto.
Mas também podia dar o exemplo dos jogos entre equipas com salários em atraso quando defrontam equipas com salários em dia… se houvesse uma norma que punisse tempestivamente tal prática.
Mas não há.
.
O que existe agora são um conjunto de pressupostos para um clube se inscrever nas competições profissionais organizadas pela Liga. E assim, é a Liga que decide quem está em condições de competir na época de 2009/2010. E decidiu excluir o Estrela da Amadora. Como o Belenenses ficou em 15º lugar no campeonato anterior é ele quem tem o direito de ocupar a vaga em aberto. Não há aqui benefícios nem prejuízos, é tudo muito claro e automático.
.
As únicas coisas que podemos comentar (a título histórico e não só) são outras:
.
1. O golo de William (Paços de Ferreira) que a poucos minutos do fim deu vantagem ao Belenenses em desfavor do Trofense.
.
2. E o campeonato miserável que fizemos, indigno dos nossos pergaminhos, os responsáveis por esta situação e pelo acentuado declínio do Clube.

E não há Futsal que nos valha.

Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home