segunda-feira, maio 12, 2008

Vitória final

Ao contrário do ‘apito’ que só pode ser inicial, no sentido da reorganização completa e profunda do futebol português, objectivo de concretização duvidosa face ao estado mental da população, o Belenenses, esse sim, encerrou o campeonato com uma vitória fora, mais própriamente na Madeira, e frente ao Nacional! Dois a um foi o resultado, com golos azuis de Weldon e João Paulo que assim responderam ao golo inicial de Fábio Coentrão.
Não vou fazer a crónica do jogo mas apenas salientar alguns aspectos agradáveis e desagradáveis que me incomodaram na comodidade do sófá: exasperei-me com um passe falhado do Silas num contra ataque em que estávamos em superioridade numérica; deixei de me ralar com as bolas paradas (perdidas) a nosso favor, jogadas de laboratório sem tubos de ensaio (!); não percebi o que é que o Areias queria fazer ao parar a bola com o peito no meio da área (íamos sofrendo um golo); vá lá que o rapaz foi melhorando com o decorrer da partida; o João Paulo que marcou um golo brilhante precisa de arranjar mais sustentação vertical, não pode passar tanto tempo deitado na relva; gostei francamente da exibição do Edson, pareceu-me um central com futuro; aliás existe um Edson (centro campista) do lado do Nacional que também não é nada mau; o Amaral está um bocadinho mais solto; gostei da forma categórica como nos apresentámos na Choupana, a confirmar que temos um excelente colectivo; que precisa apenas de ser retocado e melhorado nesta ou naquela posição; podíamos ter sido mais afoitos em superioridade numérica e ter resolvido a partida mais cedo.
Pois como disse o treinador do Nacional, jogar em casa é mais difícil, é preciso arcar com as despesas do jogo e podemos ser surpreendidos.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home