sexta-feira, maio 06, 2005

A " regeneração do Futebol Português "

Não fosse o meu enraizado cepticismo e eu até podia acreditar nas boas intenções e nas ideias reformadoras agora propostas pelos eternos beneficiários do perpétuo sistema vigente.
Objectivamente concordo com muitas das medidas anunciadas no tal Manifesto, cuja autoria, suponho, anda ligada ao Presidente do Sporting. Sendo Empresário, já deve ter percebido que o nosso Futebol está falido e nos actuais termos, não é viável.
Mas, há sempre um mas, não nos podemos esquecer que há muito dinheiro em jogo, que há muita gente a viver do Futebol tal como está, que sabe bem o terreno que pisa, e sente que o Poder Político, única entidade capaz de enfrentar a “besta”, está amarrado e comprometido com a situação. No fim de contas sempre se inventará uma solução qualquer, até porque o dinheiro do Orçamento de Estado não lhes custa a ganhar e portanto não lhes custa a gastar!
Não foi sempre assim?!
Claro que um dia a casa vai abaixo.

P.S. Ao contrário, penso que isto só começará a mudar quando os outros Clubes da Liga, que não os Grandes, se unirem, para deixarem de ser verbos de encher. Não será fácil, pressupõe alteração de mentalidades, mas é possível.

JSM

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home