quarta-feira, maio 04, 2005

Os suspeitos do costume

Os jornais desportivos que temos, gostam de empregar a expressão em epígrafe para, muito contentes, realçarem a chegada dos chamados 3 grandes aos seus lugares cativos no topo da classificação!
Eu dou à expressão o seu sentido literal. De facto lá estão eles outra vez, e se o País, órfão e alienado, parece tranquilo, a mim apetece-me telefonar à Polícia.
Domino-me, tomo uma aspirina, e recomeço a falar sozinho:
Na Luz – cartão amarelo madrugador ao defesa-direito do Belenenses a castigar uma falta banal (lembrei-me logo do Algarve-Benfica); depois, o penalty do costume.
Nas Antas – golo irregular dá vitória ao Porto;
Em Braga – com o resultado ainda em branco, Tello puxa a camisola do Wender, na área do Sporting. Segue jogo.
Claro que eu compreendo, está-se a aproximar o fim do Campeonato e há que ficar tudo (bem) resolvido.
A questão das questões nem é desportiva. Não nos podemos esquecer que o dinheirinho das competições Europeias é fundamental para mascarar a situação de falência técnica em que vivem alegremente Benfica, Sporting e Porto. Afinal eles precisam e a caridade é uma virtude!
Portanto, haja o que houver, temos que correr com os intrusos que inadvertidamente apareçam no cimo da classificação.
Pelos vistos o assunto está a ser tratado.

JSM

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home