terça-feira, maio 22, 2007

O jogador tipo

Não sou empresário de futebol nem esta é a altura para dissertar sobre contratações. Para a semana, após o jogo da Taça, poderemos então especular sobre esta ou aquela hipotética aquisição, por agora, os jogadores que temos são os necessários e suficientes para alcançarmos os objectivos que todos ambicionamos.
O que vou escrever, versa sobre uma temática mais genérica, e que posso resumir na seguinte questão – qual é o jogador tipo que devemos procurar adquirir ou manter, atendendo ao patamar onde estamos, e tendo em vista o patamar mais elevado onde pretendemos chegar?!
Várias vezes me interrogo sobre este assunto e a conclusão a que chego é sempre a mesma: assim, para além dos jogadores da ‘cantera’, educados à Belém, e que devem ser lançados na melhor oportunidade, devemos estar atentos ao mercado, procurando aqueles jogadores experientes, com muitos anos de primeira Liga, e que nos dão sempre a sensação de terem passado ao lado de uma grande carreira! Têm neste momento trinta anos ou mais, os chamados ‘clubes do estado’ já não os vão buscar, por motivos que não têm a ver com o seu valor intrínseco, mas por outras razões que não interessa aqui escalpelizar, mas para nós, esses jogadores são importantes, e desde que estejam em boas condições físicas, podem-nos fazer muito jeito.
Em contrapartida, um Belenenses ambicioso e à procura de recuperar o prestígio perdido, dava a esses jogadores a garantia de um final de carreira condigno, o que poderia funcionar como chamariz.
E para que não digam que esses jogadores não existem, vou apenas citar um nome – Lito – joga na Naval 1º de Maio.
Mas há mais.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home