segunda-feira, agosto 14, 2017

A táctica e os jogadores

Já não era sem tempo - uma excelente vitória em casa e uma semana feliz para os causticados belenenses! O adversário era credenciado, tem um bom treinador, mas quem dominou do princípio ao fim do jogo foi o Belenenses. A táctica é sempre importante mas a táctica sem jogadores capazes de a interpretar, não chega. Desta vez chegou porque houve inteligência e humildade ao serviço de uma ideia de jogo. E claro, houve meio campo. Houve Chaby, que combinou bem com Diogo Viana, e houve uma surpresa para mim: - Yebda, que tanto tenho criticado, surgiu diferente, concentrado, colectivo, raramente perdendo uma bola! Isto faz muita diferença no meio campo. Muriel também decidiu em duas ou três intervenções muito difíceis e que poderiam ter dado o empate ao Marítimo. E aqui há duas coisas a corrigir: - a primeira tem a ver com um melhor acerto defensivo nas bolas paradas. Pode o adversário ter muitos atributos nesta matéria mas o facto é que os defesas azuis estavam de frente para a bola e mesmo assim foram batidos em duas ocasiões que poderiam ter dado golo. A segunda questão a corrigir é marcarmos um segundo golo que merecemos mas não fomos capazes de concretizar.
E termino fazendo também um elogio ao Florent que arrancou um grande jogo. Roni estreou-se e mostrou serviço.

Resultado final: - Belenenses 1 – Marítimo 0

Marcador: Nuno Tomás.



Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home