quarta-feira, setembro 06, 2006

A verdade desportiva

Diz o DN de hoje, o seguinte: “Loureiros escolhiam árbitros para o Boavista” é o título da notícia, que tem como subtítulo – “As nomeações dos árbitros na Liga de Futebol Profissional eram condicionadas pelos pedidos de João e Valentim. O DN revela novas escutas telefónicas em que o major chegou a dizer a um auxiliar que lhe ‘puxava as orelhas’ e o filho, presidente do Boavista, fazia chegar mensagens aos árbitros sobre promoções na carreira como contrapartida”.

(...) “Modus operandi”:
“Segundo o procurador Carlos Teixeira, o modo de actuação de Valentim e de João Loureiro passa, além das sugestões de nomes, pelo conhecimento antecipado dos nomes dos árbitros escolhidos. Tal permitia-lhes encetar os contactos com antecedência. Exemplos disto são as escutas interceptadas antes do jogo Belenenses-Boavista, arbitrado por Bruno Paixão. Numa conversa interceptada entre João Loureiro e Ezequiel Feijão, um ex-árbitro e observador da Liga, o presidente do Boavista pede que a equipa de arbitragem seja abordada, dando as instruções: “Ele (Bruno Paixão) chegou onde pediu (...), se quer umas viagenzinhas para o ano e tal...temos... de atalhar caminho, pá (...). Tu pediste foi-te concedido”.
Também antes do jogo Boavista-Beira Mar, João Loureiro contactou o observador Pinto Correia para este dar um ‘toque’ ao árbitro...”, etc. etc. etc.!!!

O resto, podem ler na edição papel do DN de hoje, quarta-feira, dia 6 de Setembro de 2006.
Apenas uma nota pessoal: Já repararam que as televisões só se preocuparam em divulgar eventuais prejuízos que o Benfica pudesse ter sofrido por causa de arbitragens tendenciosas! Já repararam que o Benfica fazia parte da actual Direcção da Liga que agora critica.
É só para pensarem.
Saudações azuis.

Post-scriptum: As escutas acima mencionadas referem-se à época de 2003/2004.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home