sábado, maio 30, 2009

Blogo dependência!

Fartei-me de rir, o assunto era parodiado num desses programas de humor, e simulavam uma reunião de ‘blogo dependentes anónimos’! Em círculo, cada um expressava os seus avanços terapêuticos, as vitórias sobre si próprio, e um deles disse corajosamente: - quero que saibam que já não publico um postal há mais de um quarto de hora! No que foi imediatamente aplaudido pelos restantes!
Mas a brincar, a brincar… vão-se dizendo algumas verdades.
E por isso, eu quero que saibam que tenho lido tudo o que se tem escrito sobre a novela ‘desces tu, desço eu’, mas tenho resistido a escrever qualquer coisa sobre o assunto. Não me aplaudam… porque senão escrevo mesmo!
Aplaudiram, pronto, lá terei de escrever.
.
E tenho resistido a escrever por várias razões, a primeira das quais tem a ver com as últimas eleições e com a facilidade com que surgem candidatos à Direcção do Belenenses! Mesmo em épocas de grande crise, e este facto mereceu artigos de fundo na comunicação social, quando os outros clubes se debatem com problemas de sucessão, por aqui não há problema! São quase sempre antigos dirigentes, são quase sempre apadrinhados pelo Conselho Geral, e aparecem quase sempre com as mãos vazias e um mundo de promessas!
Logo que são eleitos, declaram-se surpreendidos com o que encontram – tesouraria e dívidas – e convocam uma assembleia-geral com a faca apontada ao peito dos sócios: - ou aprovamos isto (qualquer coisa para onerar o património do Clube) ou estamos perdidos!
É caso para dizer - assim também eu era candidato! O que explica porque é que os candidatos são (quase) sempre os mesmos! E explica também porque é que muito boa gente não se candidata!

Outro dos argumentos que me leva a certa contenção tem a ver com o habitual reboliço que se vive no futebol português mal acaba o campeonato. E ainda agora a procissão vai no adro…
Uma Liga fraca, sem poder algum, uma Federação inexistente, ou que só existe para as selecções, um poder político incapaz de intervir, que usa o futebol e o desporto para propaganda própria, a justiça no bolso dos partidos, a época eleitoral, tudo se conjuga para mais um defeso em que vale tudo, em que todos gritam por el-rei mas são todos… republicanos!

Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home