domingo, maio 24, 2009

Anos-luz!

Estamos a anos-luz de tudo aquilo que fomos e perdemos! A anos-luz de uma cultura de exigência, que vem de cima, e se transmite ao inconsciente dos jogadores. Cultura de exigência que os sócios também perderam.
Esta noite na Luz aconteceu o inevitável. E não há muito a dizer – um golo madrugador ainda aqueceu os corações, mas depois falhámos sempre - deixámos o Cardoso cabecear à vontade – falhámos a hipótese de um segundo golo – falhámos mentalmente e ficámos reduzidos a dez jogadores!
Recuámos, abrimos o campo de tiro ao adversário e sofremos as consequências – um segundo golo e o objectivo da permanência esfumou-se. Na tentativa do volte face perdemos lucidez, perdemos capacidade de transição ofensiva e desaparecemos do jogo.
Enquanto isso, a Naval empatava ao cair do pano e o gosto amargo de termos falhado acentuou-se.
Amanhã é outro dia, a esperança há-de renascer!

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home