sábado, junho 25, 2005

O País dos quadrados

Não vou escrever sobre o Boavista, nem sobre xadrez! Tenham paciência. Hoje vou dedicar-me aos nossos estimados jornalistas desportivos (os encartados). E não se preocupem, porque o título que escolhi, só tem a ver comigo.
Leio o editorial de “A Bola” e hoje não vou deixar passar a persistente gralha: “ os portugueses gostam mais dos clubes do que de futebol”. Pois é, nem de uma coisa nem de outra, digo eu!
Explico: Se gostassem dos clubes, não gostavam só dos três clubes “ganhadores”. Que são abandonados se persistem muito tempo sem ganharem! A maioria dos pais, não conseguem sequer, no fundo nem querem, (“para que não sofram”) * transmitir aos filhos essa “paixão” desiludida!
O Belenenses é um bom exemplo.
Por outro lado, se gostassem de futebol, não abandonavam o estádio ao intervalo, quando a “sua” equipa está a perder de forma clara e sem possibilidades (no seu entender) de recuperar! Ainda que se esteja a praticar bom futebol!
Vamos falar claro – os portugueses, na sua grande maioria, têm uma mentalidade anti-competitiva, e a sua única preocupação é ganhar, e de qualquer maneira. Se fosse possível ganhar os jogos na secretaria, tanto melhor! É triste mas é verdade.
Isto explica também muitas das nossas confusões e perplexidades. Claro que eu tenho sempre esperança de estar enganado e que as coisas não sejam bem assim...
Fica contudo o reparo, e o direito de resposta, ao jornalista de apelido Serpa, mas que não deve ser do Belenenses!

* Que maior prova de educação anti-competitiva se poderia apresentar!? Casa de pais... escola de filhos!

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home