segunda-feira, abril 08, 2019

Por decreto!

A norma para encontrar o campeão de futebol em cada época deveria subir à assembleia da república, a uma comissão, de preferência à da ética, onde pesando os prós e os contras se chegaria fácilmente à solução ideal e que no fundo é desejada por todos. Assim, como a população se distribui esmagadoramente por três clubes, Benfica, Sporting e Porto os campeonatos seriam distribuídos proporcionalmente pelos três, proposta de lei devidamente aprovada, sem necessidade de se andarem a esfalfar pelos  campos do país, poupando os adversários à derrota certa, os árbitros ao incómodo de andarem a inventar penalties e o VAR idem. Quanto ao publico, esse poderia entreter-se a ver o futebol que acontece lá fora. Na especialidade e nos fóruns televisivos a única discussão seria a da proporcionalidade! Discussões animadíssimas com o Benfica a exigir mais campeonatos que os outros em virtude dos seis milhões de adeptos que diz ter! Vantagens: - havia menos batota no futebol porque os batoteiros emigravam para a assembleia da república.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home