sábado, abril 13, 2019

Perdulários, mas...


Confirmaram que não é por acaso que o Belenenses ocupa o lugar que ocupa e tem feito um campeonato que muitos gostariam de fazer. Não é o que queremos, o que ambicionamos, mas isso é outra coisa. Ontem depois de entrarmos a perder (faltaram as rotinas no centro da defesa) fomos tomando conta do jogo e chegámos naturalmente ao empate. Com a expulsão e reduzidos a dez, os flavienses, pese toda a garra exibida, foram dominados e Licá deu expressão a esse domínio. E foi pena não termos matado então o jogo tal o número de oportunidades desperdiçadas. Quem não marca sofre, diz-se, e foi o que aconteceu. Uma bola parada, nova falha de marcação na zona frontal da nossa baliza, e o central contrário cabeceou sem hipóteses. Um empate, o décimo terceiro, e se fizermos as contas aos empates, meio por meio, teríamos por certo os pontos necessários para estarmos hoje no quinto lugar. O que falta?! Treinar o remate, em especial a meia distância, porque não se pode entrar com a bola na baliza através de passes e mais passes.

Resultado final: Chaves 2 – Belenenses 2


Saudações azuis


Notas: 
- Se há um sinal seguro para a boa performance da equipa ele foi dado pelo treinador adversário que na 'flash' não se cansou de 'responsabilizar' o Belenenses pelo mau resultado do Desportivo de Chaves.
- O árbitro revelou pouca categoria e prejudicou sempre o Belenenses. Demorou uma eternidade a perceber que André Luís devia ser expulso; a expulsão de Sagná é ridícula; e Diogo Viana é impedido de jogar já dentro da grande área. Seria penalty e não livre fora da área.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home