terça-feira, fevereiro 16, 2016

O ‘impossível’ de Velasquez!

Não é um quadro do grande pintor espanhol, por acaso com ascendência portuense, é a resposta do actual treinador do Belenenses a uma pergunta sobre o campeonato português! A pergunta era simples: - se o Belenenses (ou qualquer outro clube) poderia alguma vez intrometer-se entre os chamados três grandes e ser campeão?! Impossível, disse Julio Velasquez!
Esta percepção de impossibilidade, numa resposta tão pronta, devia envergonhar-nos. Mas ninguém se envergonhou. Aposto que Velasquez não diria o mesmo se a pergunta fosse feita a propósito de outros campeonatos, onde também existem candidatos permanentes à liderança mas é sempre possível aparecer um outsider. Aqui, não. Basta compulsar o registo dos campeonatos para concluir o que Velasquez concluiu, aqui é práticamente impossível. Tirando o Belenenses que ganhou um campeonato há setenta anos apenas o Boavista conseguiu romper aquela barreira sagrada! Não se livrando posteriormente de toda a espécie de castigos.
Ontem foi a vez de Pedro Proença desafiar o impossível! Em festa de aniversário do clube bracarense profetizou: - É inevitável que o Braga (um dia) venha a ser campeão nacional’! Uma declaração simpática, estava lá o presidente da república, mas não acredito que Proença acredite naquilo que disse. Seria preciso mudar muita coisa, práticamente tudo, mudar até de Proença. Mudar de mentalidade, por exemplo, mas não fazemos nada para que ela mude! Em seguida, acabar com a batota institucionalizada, mas ninguém tem coragem para isso. E não havendo coragem, o ‘impossível’ de Velasquez vai continuar a acontecer.


Saudações azuis


Nota: Soube-se agora que Velasquez foi castigado com dez dias de suspensão (além da multa) na sequência da sua expulsão em Moreira de Cónegos. Trata-se de um castigo exagerado e que destoa das punições para casos semelhantes. Pelos vistos a 'honra do árbitro', que se enganou redondamente por duas vezes, é muito susceptível. Costuma dizer-se, 'se queres ver o vilão dá-lhe o chicote para a mão'.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home