segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Estava escrito…

Estava escrito que Lito não sairia vencido do Restelo e está visto que Velasquez ainda não percebeu como funciona o futebol português. Este era um dos desafios mais perigosos para o Belenenses. Um jogo em casa, contra um dos treinadores que melhor defende, um contra ataque letal, era proibido sofrer golos. Isto quer dizer que era proibido enfraquecer a defesa à custa do ataque. É fácil falar depois como também é fácil dizer que se Miguel Rosa não tem falhado um ou dois golos a história do jogo seria diferente. Não vamos por aí. A verdade é que já contra o Estoril a troca de um central por um avançado foi uma má ideia e sofremos dois golos. Ontem aconteceu o mesmo, saiu Gonçalo Brandão e entrou Juanto para o ataque. Passado pouco tempo sofremos um golo de contra ataque. Pode argumentar-se que o Arouca estava a jogar com menos um jogador, e eu respondo - nem que estivesse com menos dois. E pergunto: naquela altura, com o Arouca a defender-se num bloco baixíssimo, sem deixar ninguém na frente, qual era o problema se saísse um dos médios?! Por exemplo, Carlos Martins ou Aguilar, jogadores semelhantes e já sem estaleca para sprintar atrás de alguma eventualidade arouquense?! Mas não, Velasquez é teimoso e só a seguir fez sair um dos médios, Rúben Pinto, para entrar Tiago Caeiro. Por acaso o médio com maior disponibilidade física, ou seja, aquele que mais falta faz quando se trata de acudir nas aflições defensivas!
Mas pronto, os erros estão feitos, o Belenenses até jogou bem, fez tudo para marcar, não conseguiu. O adversário ao ver-se a ganhar praticou anti jogo sem qualquer admoestação do árbitro, mas isso já estamos habituados, é o futebol português.

Duas notas individuais: Nota positiva para a actuação de Bakic, trabalhou muito naquele meio campo, sempre à procura de desequilibrar a defesa do Arouca.
Nota negativa para Rafael Amorim, por ter sido expulso não pela disputa de bola, que o árbitro não sancionou, mas por ter agredido o adversário. Gesto gratuito que o fiscal de linha viu e assinalou. Deu expulsão, livre, e segundo golo do Arouca.

Regra de ouro para os futuros jogos no Restelo contra adversários que vêm jogar no contra-ataque: - muita paciência, e enquanto estivermos zero a zero, nunca desfazer o quarteto defensivo, e no ataque, substituir avançado por avançado, ou então médio por avançado tendo em conta a veterania e lentidão dos substituídos. Este conselho é de borla.

Resultado final: - Belenenses 0 – Arouca 2



Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home