segunda-feira, abril 28, 2008

Regresso à normalidade


O país sossegou, o ambiente está mais desanuviado, as nuvens que pairavam sobre a segunda circular, dissiparam-se, e sendo assim, os milhões da europa já não correm o risco de ir parar ao bolso de algum paraquedista ou aventureiro!
A questão ainda não está totalmente resolvida, mas a forma rápida como os juizes de campo decidiram sobre a marcação das faltas dentro da área ou nas suas proximidades, deixa adivinhar que os intrusos não terão sorte nenhuma!
Lucílio, em Alvalade, e Soares Dias na Luz, encarregaram-se de esclarecer dúvidas, se dúvidas houvessem. O primeiro, assinalando uma grande penalidade inabitual na nossa Liga! O segundo, não permitindo qualquer contacto naquela zona onde os encarnados têm especialista afinado. A alegria de Rui Costa quando Di Maria 'arrancou' o livre que viria a resultar no segundo golo, não engana ninguém. Claro que também existem responsabilidades, quer de Gregory (estava avisado do jogo anterior), quer de Amorim, ambos deviam saber que somos todos iguais, mas uns são mais iguais do que os outros!
Os subsídios da europa, no que respeita ao futebol seguem a regra geral, são para os grandes, e tal como os outros subsídios europeus, ajudam a cavar o fosso entre ricos e pobres, e nós gostamos que seja assim!
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home