sábado, março 24, 2007

Petingas e tubarões

O problema é da rede, da rede da justiça, da malha dos impostos, de quem as fabrica, com defeito ou de propósito! Por exemplo, quando a rede é para apanhar petinga, fazem-na mais pequena que a petinga, e não há petinga que escape; quando é para apanhar tubarão, fazem-na maior que o tubarão, e não há tubarão que não escape!
Entretanto, vêm dizer-nos que andam à caça do tubarão!!! Para nos entreter, imaginem…
Mas não se alarmem, não é do apito dourado que vos falo, é de uma noticiazinha, de contornos bem subtis, que li hoje no jornal ‘A Bola’ e que quero partilhar convosco. Ali aparece o crack dos impostos, um tal Macedo, a prometer apanhar tubarões…a fingir! Diz ele que os casos de fuga ao fisco nas transferências de jogadores de futebol, estão a ser tipificados, e que com a prestimosa colaboração da polícia judiciária e da madame Morgado, já existe um perfil da fraude. A seguir os tubarões que se cuidem, avisa! E explicou que os casos analisados se referem às conhecidas transferências de João Pinto, Pepe e Mantorras, todas elas, como sabemos, envoltas no nevoeiro próprio dos grandes negócios que a comunicação social, especialmente a desportiva, tem vindo a silenciar sempre que lhe surge o ensejo.
Ou então, faz o que “A Bola” fez da notícia. Vamos ler: “ (...) Ao que apurámos, as investigações do caso Mantorras perderam força, devido à dificuldade de se encontrarem provas sustentadas, mas o caso tem sido analisado pela DGI no sentido de se retirarem informações que ajudem a completar o perfil que a inspecção tributária pretende tipificar”.
Lindo! Os tubarões seguem dentro de momentos!
E assim, a partir deste trabalho preparatório, não me admiraria nada que o Alverca fosse parar ao banco dos réus, uma vez que está provado que faliu e que não se sabe onde pára o dinheiro da transferência do Mantorras! A única coisa que temos como certa é que quem mandava no Alverca nessa altura era o actual presidente das águias.
Portanto, as sardinhas que se cuidem.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home