sábado, março 17, 2007

Andebol azul

Desabafou o treinador de andebol do Belenenses: “O Sporting, mesmo sem saber se vai ao playoff, anda a aliciar meia equipa do Belenenses com contratos irrecusáveis. Juntando a isso o problema do autocarro, fica explicada a nossa exibição”.
Este assunto não é novo e já foi comentado, trata-se da reacção de Jorge Rito após o jogo com o ABC, em Braga, e do qual saímos derrotados.
O que agora importa realçar é o seguinte:
O andebol do Belenenses mantém uma excelente formação e ‘vive’ ainda a mística de ‘grande’ nesta modalidade, situação que já não acontece no futebol e actualmente apenas se repete no rugby. É por isso que custa ver a indefinição que persiste quanto às apostas que realmente valem a pena, face à realidade do Belenenses.
Reafirmo sempre que for preciso que o Belenenses ou é futebol ou não é. Mas que depois desta verdade, convinha não desperdiçar o que de bom ainda resta.
Com os pés bem assentes na terra, apostemos a ‘cave’ toda no futebol, formação e equipa principal; contemos a seguir os tostões para manter o andebol com candidatura obrigatória ao título; e apoiemos o rugby nos moldes actuais, mas sem perturbar a formação do futebol – refiro-me obviamente aos campos para a prática desta modalidade.
O Restelo, hoje, mal dá para o futebol, quanto mais para o resto! Infelizmente, uma política imediatista e sem qualquer sentido, reduziu o parque desportivo do Restelo a duas ilhas verdes no meio de abarracamentos!
É preciso reverter isto imediatamente. E pensar nas sugestões supra.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home