quarta-feira, abril 26, 2006

Pois, a Académica...

O embate que tentámos a todo o transe evitar!
Claro que havíamos de jogar, mas sem o ar decisivo, em que é proibido empatar!
Já repararam por certo, que agora me deu pra rimar.
Falemos então de prosa, e do último vaticínio, que se mantém por enquanto:
Dizia eu – ‘se a Académica não perder, já não desce de escalão’. Mas a Académica perdeu, em Coimbra, com o Braga. Recordo aqui que avisei da reacção deste Braga, face ao último desaire.
Vejamos em perspectiva o que está para acontecer: O Braga recebe o Gil, são vizinhos, pode dar para empatar. A não ser que haja escândalo, e nesse caso ganhar! Sim, com uma vitória do galo, tudo muda de figura. Eu afasto esse cenário.
Olhemos o nosso jogo, qual é o forte da casa?
Amorim, Sandro, Gaspar, apostas do treinador; mas também posso juntar, o Paulinho mal amado, Paulo Sérgio, Sérgio Paulo, como lhe queiram chamar. Está melhor, da relva não gosta tanto, agora quanto a marcar...
E que traz o visitante? Sabendo que visitante, neste final truculento, é vantagem importante! Os da casa, mais afoitos, avançam sem precaução, e na volta sofrem eles, o golito da traição.
Académica já com Castro, é difícil de marcar, ainda tem Joeano, mais o Vingada a treinar.
E assim vou terminar:
Apoiemos os da Cruz, para um Domingo perfeito, esperando que da Madeira venha o necessário jeito.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home