quarta-feira, outubro 10, 2018

Os jogos da corrupção


Em Portugal deve morar o campeonato mais corrupto da Europa! E não vou mais longe para não me envergonhar. Baseio aquela afirmação em factos que entram pelos olhos dentro. Vou enumerar alguns:

Somos o único país da Europa onde se permite que um dos concorrentes (o Benfica, claro) produza as imagens dos jogos realizados em sua casa; 

Somos o único país da Europa (com excepção da Ucrânia, suponho) onde os direitos televisivos não estão centralizados numa única entidade que depois os divide segundo critérios conhecidos e justos; ao contrário, em Portugal reina a anarquia, cada qual negoceia como quer, ou como pode, e no fim o resultado acentua, a cada época que passa, o fosso entre clubes grandes e pequenos. Nesta matéria somos campeões europeus crónicos. Nem precisamos de golos do Éder.

Este conjunto de aberrações, e não se vislumbra quem lhe ponha a mão, teria que desembocar numa caricatura de campeonato, completamente artificial, inviável, e que só não abre falência porque o estado e os bancos do regime são os seus principais credores. E também estão falidos. Neste ambiente floresce a corrupção, uma corrupção generalizada, que vai ensaiando fugas para a frente... a ver se pega! E pega mesmo com o inestimável contributo de uma comunicação social rasteira e conivente. Para fingir que não é, 'desvenda' casos de lana caprina, omite casos importantes e ressuscita convenientemente os bodes expiatórios do costume. Tenta assim baralhar a opinião pública. A tutela faz o mesmo. Ou seja, quando o Benfica está apertado isto parece uma orquestra!

Reaparece Vale e Azevedo o 'único criminoso nacional'! Pede-se a captura imediata! E talvez prisão perpétua!

Reaparece Bruno de Carvalho porque há setecentos mil euros sem facturas! Sem esquecer o caso de Alcochete! Desígnio nacional: - prender este Bruno que tanto mal nos fez!

Vieira não é arguido no caso dos emails! E provávelmente nunca será! Isso também vai para a conta do Paulo Gonçalves!

Outras notícias importantes:

Para compensar o Sporting pela derrota a justiça desportiva aplica uma multa ao corte da relva em Portimão!

Para compensar o Porto pela derrota a justiça desportiva aplica uma multa ao paso doble tocado na Luz. Estava desafinado. Pegar o toiro (da corrupção) pelos cornos, isso está quieto!

Um procurador afecto ao FC Porto foi condenado por pressionar uma testemunha. A Tânia Laranjo anda em cima disto. Cuidado.


Um dia talvez tenhamos que fazer como no Brasil. Dar uma varridela nisto tudo.


Saudações desportivas


Nota: Taça de Portugal – sorteio: Amora-Belenenses


xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home