quinta-feira, fevereiro 15, 2018

Equipa ideal!

Só hoje reparei que o meu sócio bloguista (SPM) reformulou a ‘equipa tipo’ o que só por si merece uma palavrinha. Pesei os prós e os contras, sorri para os meus botões e pensei… porque não! Já que se mudou tanto nos dois últimos jogos porque não solidificar a mudança?! Mais importante é adaptar o modo de jogar aos jogadores que temos. Assim, retirar agora o André Moreira não seria boa política. Já a substituição do capitão Gonçalo Silva pode ser mais problemática. A verdade é que não está muito confiante e o Sasso demonstrou contra o Benfica que faz o lugar. Os lapsos de posicionamento em Setúbal não foram só dele.

E chegamos ao trinco, uma das posições chave. Yebda tem perfil técnico e táctico para a função, os problemas são outros: – vícios de retenção de bola e as consequentes perdas comprometedoras; alguma rispidez nas entradas, os livres correspondentes; e uma emotividade exagerada que leva aos cartões. Se o Silas conseguir convencer o jogador a emendar-se, tudo bem. Se não conseguir, tudo mal. Daqui para a frente a novidade é Diogo Viana na faixa central. Com a qual concordo pois é a única posição onde rende. Depois ou há Bakic ou não há Bakic. Espero que haja. No ataque Nathan veio para jogar e quer Fredy quer Maurides têm sido titulares. 

À espreita temos o Chaby e o Benny e no ataque Licá é uma boa opção. Yazalde recebe bem de costas para a baliza. Depois é entrar e rematar. A escrever parece fácil.



Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home