terça-feira, fevereiro 13, 2018

Doze finais!

Não interessa neste momento discutir a sabedoria do treinador, a classe dos jogadores, a competência dos dirigentes! O que interessa é ganhar o próximo jogo. E não vai ser com homens valentes, cheios de carácter, mas com os jogadores que temos, cheios de humildade e inteligência. A humildade que leva à superação. A inteligência que proíbe que se repitam erros antigos. A força da camisola azul fará o resto.

Este esquema simples baseia-se no entanto em duas ou três regras que ninguém pode quebrar. Nada de invenções na defesa; quem não tem precisão no passe (e sabe disso) deve colocar a bola nas costas da defesa adversária; quem não sabe disso deve fazer o mesmo. No meio campo são proibidos os seguintes comportamentos: - vedetismo (atitude pouco humilde e pouco inteligente) que nos leva a reter a bola, arriscando a perda, e ao mesmo tempo perdendo a oportunidade de um passe de rotura que surpreenda o adversário. No ataque a simplicidade, que é mãe da inteligência e filha da humildade, normalmente dá golo!

Será assim no Estoril!


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home