domingo, julho 30, 2017

Uma real desilusão!

Não vi nada, nem houve, durante e depois do jogo, qualquer informação sobre o mesmo, até parece que o Belenenses está em segredo de justiça, mas o resultado, meu Deus, não podia ser pior! Hoje, ainda mal refeito de uma derrota que não podia ter acontecido, num jogo a eliminar, fui ler os relatos disponíveis e lá estava a dura realidade: - o Real de Massamá marcou um golo e segue em frente na Taça da Liga. Podem dizer-me que não é importante, mas é, porque isto foi um murro no estômago das esperanças azuis para mais uma época. Esperanças?! Ainda tive esperança no Domingos Paciência… Bem, vamos inventar a crónica possível, o que nem será difícil pois já conheço (de ginjeira) o que é que a casa gasta.

Desde logo a formação inicial da equipa só pode ser uma brincadeira de mau gosto! Então com tantas aquisições as únicas novidades, para além do guarda-redes, eram o Sasso, um central mediano, e um extremo, Femi Balogun, rápido e esperançoso sem dúvida, mas que ainda precisa de muita afinação?! E que nos jogos da pré-época andou a jogar aos bocadinhos a defesa esquerdo?! É claro que a equipa do ano passado, com aquele meio campo do ano passado (Persson, Yebda e André Sousa), e com aquele ataque (nulo) do ano passado só podia dar mau resultado. E foi no que deu.

Domingos Paciência, vamos lá ver se a gente se entende: - ganhar ao Sporting em Alvalade ou jogar em contenção à espera do adversário mais forte, é uma coisa que qualquer equipa pode fazer. E se tiver um pouco de sorte até consegue amealhar uns pontinhos. Foi o que fizemos a época passada. Mas este sistema, e estes jogadores, não servem para jogar no Restelo quando temos que assumir o jogo. Se servissem não tínhamos acabado a época no fim da tabela classificativa. Basta ver os pontos que conseguimos no Restelo. E não preciso de ter o curso de treinador para chegar a esta conclusão, basta ter o curso (e mestrado) de espectador.

Daí que nas minhas croniquetas, e tendo o cuidado de não ofender nem os jogadores nem a equipa técnica, tenha sempre colocado o acento tónico na necessidade de reformular o meio campo. Precisávamos de um meio campo intenso, construtivo, humilde, e que não perdesse a bola com facilidade. Sobre Yebda repeti isto vezes sem conta. Assim, parecia que com a chegada de um jogador como Tandjigora e com a inclusão dos dois miúdos (Benny e Chaby) pudéssemos construir qualquer coisa de diferente! Mas Tandjigora ficou no banco e os outros dois só entraram quando já estávamos a perder e reduzidos a dez jogadores.

E passemos ao ataque que não temos! Sem meio campo criativo, e consequente, o ataque fica um pouco entregue a si próprio e das duas, uma: – ou temos um grande desequilibrador lá à frente, e não temos, ou ficamos a zero. Que é o que acontecia também na época passada.

Personalizando um pouco a questão: Maurides não sabe jogar de costas para a baliza, não tem drible curto, o seu ponto forte é o jogo aéreo dentro da área, logo precisa de ser bem servido. O jovem Jesus Hernandez que chegou agora ainda não mostrou nada e vai demorar tempo a adaptar-se. Juanto Ortunho anda desmoralizado e aéreo neste vai e vem, serve, não serve! Resta o novel Femi Balogun e já falei sobre ele. Parece–me um ala promissor. Quanto ao Diogo Viana trata-se de um extremo talentoso, mas lento, propenso a individualismos, e que esteve lesionado muito tempo. E se o ataque é isto… não pode ser só isto.

E finalmente temos os lesionados o que no Belenenses parece uma praga. Pereirinha veio para jogar?! Miguel Rosa sai ou não sai?! Sobre Freddy as melhoras e até para o ano.

E pronto, está feita a crónica de uma real desilusão.


Saudações azuis


Nota básica: Só espero que depois desta derrota a SAD não se ponha a pedir emprestados ao Benfica, Sporting e Porto porque isso ainda piora a questão. Apostem no Benny e no Chaby e esperem por dias melhores. Convençam o Luizinho a vir de Viseu... se ele ainda estiver no activo. E atenção aos laterais Precisamos que joguem com a intensidade dos laterais do Feirense do ano passado. Jogadores displicentes, não obrigado.

Post scriptum: Li entretanto um comentário de quem viu o jogo, e que considero fidedigno, apontando a fadiga muscular como uma das grandes causas para o 'não jogo' do Belenenses! É possível mas então há um erro grave de programação sabendo-se que havia esta prova a eliminar. De qualquer modo isto não altera a questão de fundo nem a minha análise. Pode suavizá-la, apenas. 

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home