quinta-feira, julho 13, 2017

Confirmações e observações!

Contra um Braga na máxima força o Belenenses deu ontem uma boa resposta e ganhou o troféu em disputa batendo o seu adversário por duas bolas a uma.
Gostei mais da primeira parte que da segunda, primeira parte onde tivemos períodos de domínio e poucas veleidades consentimos aos bracarenses. A diferença esteve no meio campo onde Tandjigora se mostra indiscutível, pelo equilíbrio e alta rotação que transmite à equipa. Persson e Sousa completavam o trio do meio campo e nas alas, muito interventivos, outras duas confirmações – Chaby autor de um bonito golo e muito voluntarismo a actuar pela direita, e Benny mais sóbrio a actuar pela esquerda. Tiago Caeiro foi o avançado centro e não destoou. Cá atrás Filipe Mendes era o guarda-redes e não comprometeu, e a dupla de centrais, Sasso e Gonçalo Silva, deu conta do recado. Nas laterais, João Diogo e Florent também cumpriram sendo que Florent esteve no cruzamento que deu o bonito golo de Chaby.

Não tenho dúvidas que esta deve ser a equipa base dando entrada a Muriel para a baliza e a Pereirinha consoante a forma em que estiver. Sem excluir evidentemente algum craque indiscutível (defesa central ou ponta de lança) que esteja a caminho. Jesus Hernandez entrou entretanto para o lugar de Caeiro mas ainda está em fase de adaptação.

Na segunda parte perdemos o meio-campo rápidamente e Domingos fez entrar de novo Tandjigora para reposicionar a equipa e evitar males maiores. Tandjigora, Yebda e Juanto, eram agora o meio campo visível. Sasso continuava no centro da defesa e fazia dupla com Persson. Nas laterais, Gonçalo Tavares ocupava a direita e Femi Balogun jogava a defesa esquerdo. Miguel Rosa foi jogar na ala esquerda e Diogo Viana na ala direita. Equilibrada a equipa passámos a jogar em contra ataque através de saídas muito rápidas que confundiam a equipa bracarense, na altura, instalada no nosso meio campo. Numa dessa saídas e já com Maurides em campo, que havia substituído Hernandez, Yebda ensaia uma grande jogada que culmina num centro à medida do pé esquerdo de Maurides. Estava feito o segundo golo. O Braga reforçou a pressão sobre a nossa defensiva e nós fomos acalmando o jogo. O golo de honra dos bracarenses surge já perto do fim num lance de bola parada.

Confirmações também houve algumas: - Sasso jogou os noventa minutos e cumpriu plenamente a sua tarefa e Yebda esteve desta vez muito bem, mais rápido a libertar-se da bola e confiante nos movimentos ofensivos. A jogar assim é alternativa para o meio campo azul. Femi Balogun também confirmou velocidade e repentismo, jogue onde jogar! Maurides é sempre candidato ao lugar de ponta de lança. Diogo Viana idem no que respeita às alas. Miguel Rosa também. Os restantes mantêm-se em observação.

Enfim, gostei!


Saudações azuis


Nota sobre emprestados: O Belenenses não deve ter jogadores emprestados pela concorrência. E pode ter jogadores emprestados de todos os clubes não concorrentes. Dos três eucaliptos só em casos excepcionais, com opção de compra e sem obrigatoriedade de os pôr a jogar. O que equivale a dizer que assim não vêm. Valorizar o que não é nosso nem vai ser nosso é uma ideia peregrina ou então uma confissão de incapacidade para investir de forma séria e consistente. Por isso gostei da recusa de Domingos Paciência no que se refere a emprestados. Fala-se no regresso de Domingos Duarte e eu não vejo o que lucramos com isso. Se não tem lugar no Sporting (na quadra de centrais!) vem para o Belenenses fazer o quê?! Era preferível fazer um esforço pelo Diniz Almeida que é do Mónaco e assim pode jogar sempre. Não tenho nada contra o Domingos Duarte, antes pelo contrário, mas o seu regresso nas mesmas condições do ano passado, não interessa ao Belenenses.E eu pergunto então não há por aí um central sul americano em fim de carreira e que queira jogar mais duas ou três épocas na Europa?! 

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home