segunda-feira, abril 06, 2015

A prata da casa (1)

Quem aqui escreve não tem informação privilegiada, lê, quando lê, as notícias dos jornais, normalmente republicadas em blogues azuis, tudo o mais é fruto da imaginação e da experiência.
Imaginação que não é preciso muita para adivinhar o que se passa no Belenenses. A experiência vem de trás, são muitos anos a correr atrás das camisolas azuis.
Assim explicada a base do postal, o primeiro candidato da prata da casa é Abel Camará!
Abel Camará, tal como o vejo, das bancadas do Restelo:

Águas passadas de alguma turbulência nocturna, era pelo menos isso que constava, aparece-nos hoje mais adulto, mais disciplinado, trabalho de Lito, porventura, mantendo as qualidades que fizeram dele uma esperança azul – força e velocidade, apontadas á baliza!
Com razoável poder de elevação, também sabe marcar golos de cabeça. É portanto no eixo do ataque que o devemos colocar, até porque para andar pelas alas lhe falta a capacidade de drible, qualidade inata para quem joga em estreito corredor.
Pelo contrário, no lugar de ponta de lança está-se sempre a aprender. A história do futebol está cheia de avançados inicialmente toscos mas que evoluíram de tal maneira que se tornaram temíveis goleadores. Dispenso-me de dar exemplos.
E fica feita a minha análise ao Abel Camará, prata da casa com grande potencial e que por isso deve continuar no Clube.


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home