sexta-feira, setembro 30, 2005

Diário terapêutico

O Jornal "A Bola", cujo Director registou recentemente, surpreendentes melhoras, (um excelente artigo de fundo sobre "os clubes da terra"), o que só vem provar a utilidade da leitura do Belém Integral, sem distinção de idade ou filiação clubista, o citado jornal, dizia eu, ainda assim tem que ser manuseado ou lido com alguns cuidados.
Por exemplo, recomendo a leitura de algumas prosas do fim para o princípio. Ou então a partir do ponto em que se faz referência a palavras-chave, como "Madaíl" ou "Federação". As zonas com muita tinta encarnada, devem ser evitadas, porque fazem mal à vista.
Quanto às páginas de "humor", as existentes e as prometidas, são aconselháveis para a limpeza de vidros e outras superfícies com gordura. Não havendo necessidades, remetem-se directamente para o lixo, de olhos fechados, usando apenas o tacto.
Neste contexto interessei-me pelo seguinte:

– " (...) Hoje haverá uma reunião com Gilberto Madaíl, na sede da Federação(FPF), a fim de discutir os problemas causados com as crises no Felgueiras, no Alverca, no Académico de Viseu e no Farense, que deixaram muitos jogadores em situações complicadas. O objectivo é tentar responsabilizar mais directamente os dirigentes dos clubes, com a ajuda da FPF."
(assinado "A.S" – "A Bola" de 30 de Setembro de 2005)
Como uma notícia tão pequena diz tanto sobre o futebol português, sobre os portugueses actuais, sobre as polémicas identidades clubísticas, afinal, um retrato perfeito do "adepto nacional"!
Um documento para estudo aturado sobre os conceitos: "ser benfiquista", "ser sportinguista" ou "ser portista".
Analisemos com o rigor que merece:

1. Felgueiras – impossível acrescentar mais alguma coisa sobre este clube, além de que Fátima Felgueiras regressou!
2. Alverca – " tentar responsabilizar mais directamente os dirigentes dos clubes...", acho bem. Quais? O actual Presidente do Benfica? Os dirigentes que o actual Presidente do Benfica lá deixou em sua substituição? Procurar o dinheiro da transferência do Mantorras? Responsabilizar o Benfica pela destruição do Alverca?
Madaíl é decerto a pessoa indicada para resolver este assunto.
3. Académico de Viseu – porque é que os viseenses e a região de Viseu são do Benfica, Sporting ou Porto? Porque é que têm vergonha de ser só do clube da terra? Porque é que o Académico de Viseu, representante de uma cidade do interior, não consegue, ano após ano, sair do marasmo? Quantas "Casas do Benfica" há na região? E do Porto? Para quando a descolonização?
4. Farense – idem, idem, aspas, aspas. Quem tem medo ou vergonha de ser farense e algarvio, e continua, provincianamente, a ser do Sporting ou do Benfica?

Agora, para todos os intelectuais da bola – acham possível realizar um campeonato nacional só com adeptos de três clubes?
Acham que tem alguma possibilidade de ser rentável?
Acham que vale a pena?
Não pensem e poupem-me às respostas.

Depois disto, esses "adeptos" do Benfica e do Sporting devem evitar fazer considerações sobre realidades que desconhecem, e que, aliás, têm medo de enfrentar: fidelidade, coragem e coração para nunca desistir, com ou sem campeonatos.
Essas qualidades costumam ter os verdadeiros belenenses.
Eles não sabem nem sonham...

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home