segunda-feira, março 04, 2019

Um jogo perfeito!


Repetir Braga como se o adversário fosse igual ou superior foi a grande lição deste jogo. Sabendo, ainda por cima, que são as equipas 'desesperadas' que provocam as grandes surpresas. Assim, a coberto de tais surpresas, desenvolvemos os esquemas habituais esperando a melhor altura para desferir os golpes que fizeram o resultado. E mais uma vez ficou provado que é neste equilíbrio entre um sistema defensivo onde todos defendem e as transições rápidas a aproveitar as características de Licá e Kikas que reside o segredo do êxito. E não é necessário inventar nada. E se tivesse que escolher o homem do jogo como agora se diz, a minha escolha recairia em Nuno Coelho! Não se deu por ele (ainda bem) mas foi o pêndulo de todo o sistema. Claro que notei enormes progressos em Kikas, fruto da confiança que vem com os golos; e também notei que Diogo Viana está atravessar um grande momento de forma (física, mas fundamentalmente psíquica) o que lhe permite decidir melhor e mais depressa! Mas como realcei no início, a equipa é que contou. Parabéns a todos incluindo aos homens da relva.

Resultado final: Belenenses 4 – Feirense 0


Notas à margem: Nota máxima para o discurso de Silas revelando o desportivismo que se lhe reconhece. São os adversários que valorizam as nossas vitórias. Uma boa nota para o regresso ao estádio nacional que no fim de contas também é nosso. E também notei que Nico Velez se estreou. Tem pinta.


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home