segunda-feira, março 11, 2019

O jogo!


Para um adepto antigo (para não dizer velho) do Belenenses os dois jogos com o Benfica valem mais que três pontos cada um. Foi sempre assim. Daí a grande atenção que estes adeptos mantém no que toca às 'relações perigosas' que possam manchar aquela rivalidade. No princípio era uma mera rivalidade desportiva, pois é preciso não esquecer que o Benfica nasceu em Belém tendo feito posteriormente um casamento de conveniência com uma noiva de Carnide! O dote foi um campo para jogar, coisa muito difícil de encontrar em Belém... Até parece assombração!

Mais tarde porém essa rivalidade extravasou para o campo político quando o Benfica se transformou no clube do estado por excelência. Bem sei que a propaganda nacional benfiquista sempre quis negar o facto lançando o anátema para os outros. E logo vinha à conversa o presidente Américo Tomás, por sinal um grande belenense! Areia para os olhos. A verdade é que durante a segunda república o grande beneficiário dos favores do estado (e da arbitragem) era o Benfica. O Sporting alternava.

Feita esta explicação simplória mas verdadeira espero que o jogo de hoje decorra sem os habituais favores caseiros e que o Silas arme a equipa sem invenções. A mesma e com o mesmo espírito dos dois últimos jogos. Humildade, concentração e confiança.
E com aquela pontinha de sorte que faz sempre falta. Isso talvez seja suficiente para sairmos da Luz satisfeitos.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home