domingo, agosto 12, 2018

Vitória em Tondela!


'Não gosto de ganhar assim...' foi com estas palavras que Silas se expressou após ter vencido o Tondela por uma bola a zero! Palavras de leader que não se eximiu a criticar alguns jogadores do Belenenses que na parte final se atiraram para o chão para queimar tempo. Não foi escandaloso, contei um ou dois jogadores, e por pouco tempo, mas concordo em absoluto com o treinador que, sagaz como é, começava ali a preparação do próximo jogo! De facto é na mentalidade, mais do que noutros aspectos que as equipas se diferenciam. E quem quer ser grande tem que mostrar essa grandeza nas atitudes. Mas não quero ser mais papista que o papa e hoje não há nenhum belenense que não esteja contente com a vitória e que até perdoa algum desnorte quando passámos para a frente no marcador.

Quanto ao jogo em si, a nova equipa do Belenenses, são seis caras novas, um miolo novo, até que não desagradou durante a primeira parte! Trocou bem a bola cá atrás, deu profundidade ao corredor central como há muito não se via, e conseguiu duas ou três entradas na área adversária, ao primeiro toque, que foram uma amostra do que podemos fazer durante o campeonato. Em resumo, controlou o jogo. O Tondela só ameaçou verdadeiramente pelo flanco direito onde se notou alguma descoordenação da nossa parte. Em especial nas dobras. É caso para dizer que jogámos com dois defesas esquerdos mas isso às vezes parecia não chegar!

A segunda parte manteve o mesmo diapasão, ambas as equipas jogavam pelo seguro optando pelo contra golpe rápido, envolvendo poucos elementos, até que chegou o golo de Fredy, um belo golo diga-se, um remate de primeira em resposta a um belo cruzamento (liftado) de Diogo Viana! E foi então a partir daqui que as coisas começaram a descontrolar-se, veio a ansiedade, o Tondela meteu mais artilharia, e poderia ter chegado ao empate. Não chegou, faltou-lhe uma ponta de sorte, enquanto que do lado da defensiva azul sobrou espírito de sacrifício e grande capacidade no jogo aéreo! E Muriel não faltou à chamada!

Nestas circunstâncias os grandes destaques individuais vão para os centrais, para o trinco e para o guarda-redes. Mas deu para ver, apesar das necessárias afinações que irão por certo acontecer, que Keita é um avançado com classe, que Lucca entrou mal mas foi melhorando, e ficou na retina uma abertura magistral de Ljulic. Mas há no plantel (pareceu-me) várias possibilidades e muita margem de progressão.

Resultado final: Tondela 0 – Belenenses 1

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home