sexta-feira, agosto 10, 2018

Bola de saída


O campeonato vai começar esta sexta -feira, infelizmente com os mesmos vícios dos anteriores, infelizmente com os mesmos cronistas que o nacional benfiquismo produziu ao longo de décadas de propaganda enganosa. Enganosa e estupidificante.

Comecemos por aqui, pelo Delgado da Bola que não sabe fazer contas ou sabe mas a cartilha é mais forte. Diz ele que vamos entrar no 85º campeonato ignorando assim que a Federação Portuguesa de Futebol já fez cem anos e organiza campeonatos em Portugal desde a época de 1921/22. Percebe-se assim porque é que os campeões do passado aguardam ainda a respectiva reabilitação. E percebemos também quem manda na Federação. O Gomes do Porto ou obedece, ou encomenda um estudo a uma universidade para aprender a contar até cem!

Outro dos vícios que ainda não foi sanado tem a ver com o facto insólito de haver em Portugal um clube, que ao contrário de todos os outros, produz, quando joga em casa, as respectivas transmissões televisivas! Transmissões que servem de base às análises do vídeo árbitro! E depois admiram-se com a suspeição e com a violência!

E já que falámos em suspeição achamos estranho que as autoridades desportivas se tenham posto completamente à margem dos vários processos em investigação e cujos indícios anunciam que tem havido grossa batota na primeira Liga portuguesa de futebol profissional! Ou em Portugal só se investiga?!

E quando nos referimos à Liga falamos da inacção, da desigualdade, do fosso cada vez maior entre os competidores, e a pergunta que vem à baila é sempre a mesma: - para quando a centralização dos direitos televisivos (a sua negociação em bloco) por forma a conseguir um melhor preço e assim assegurar uma melhor distribuição?! Ou Portugal é um caso isolado como diz a canção?!

Até um dia que alguém 'os tenha no sítio' e levante a pertinente questão dos direitos de imagem!

E termino com um aviso à comunicação social e à respectiva tutela: - se continuarmos a dar toda a atenção apenas aos três clubes ditos grandes é possível que em breve não seja possível, nem valha a pena, organizarmos um campeonato nacional. Nessa altura, provávelmente, deixámos de ser país, passámos à condição de região ibérica, e admito que isso possa agradar a alguns mas com o decorrer do tempo vai desagradar a muitos. É uma previsão.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home