segunda-feira, março 05, 2018

Está melhor!...

Era importante ganhar pontos, era bom não sofrer golos, era fundamental consolidar as exibições efectuadas contra o Estoril e contra o Feirense. E tudo isso foi conseguido em Guimarães! A equipa está de parabéns e Silas, a face da mudança, também. E qual foi a mudança?! Jogar um futebol simples, jogar com aquilo que temos e não com o que gostaríamos de ter. Ou seja, adaptarmo-nos à realidade e não o contrário. No concreto, reaprendemos as lições básicas do futebol, como por exemplo, as reposições de bola em jogo sem apanhar sustos desnecessários e mais de acordo com as capacidades técnicas que existem. E assim vimos André Moreira (que bela exibição!) a bater a bola por alto causando dificuldades à defesa vimaranense e sem causar dificuldades imediatas á nossa defesa. E também vimos um meio campo mais lesto, com a lição estudada. E se houvesse um pouco mais de acerto e frieza na hora de concluir, talvez pudéssemos trazer outro resultado da cidade berço… Mas foi o que foi e já não foi mau.

Nos últimos minutos no entanto ainda sofri um bocadinho. Já tinha ficado de pé atrás com a entrada do Yebda que como bem sabem não me dá descanso nenhum. Há ali sempre um timing esquisito para soltar a bola e que raramente coincide com o meu… a ver na televisão. Dou um exemplo: - num dos últimos lances do jogo a bola fica na sua posse e havia a hipótese de um contra ataque promissor. Pois bem o passe que se adivinhava era para o flanco direito onde aparecia um jogador azul desmarcado. E o que faz Yebda?! Tenta lançar Fredy pelo corredor central numa jogada condenada ao insucesso. Fredy tinha um defesa por perto que de imediato se antecipou recuperando a bola. Resultado: - o Vitória voltou a carregar sobre a nossa baliza.

Falando agora do próximo jogo com o Tondela espero que Silas se limite a fazer a substituição de Nuno Tomás (castigado com o quinto cartão amarelo) e não altere o esquema de jogo. Sei que não deve ser fácil uma vez que não temos um quarto central em condições. E as adaptações são sempre cartas fechadas.

Trabalhos de casa: - Fredy tem que continuar a treinar os remates à baliza; Sousa precisa de melhorar o pontapé de meia distância. Refiro-me à potência. Flocos de aveia?! Diogo Viana só falhou um lançamento lateral! Recados para o Gonçalo Silva: - continuar a jogar simples e nunca fazer passes rasteiros para a frente a lançar seja quem for. Por causa do efeito boomerang. E quando o adversário está virado para a linha lateral não vale a pena fazer faltas. Porque são livres perigosos para a nossa defensiva. Sobre os golos de meio campo… está bem, um dia acontece.

Resultado final: Vitória de Guimarães 0 – Belenenses 0



Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home