segunda-feira, dezembro 12, 2016

O campeonato dos emprestados!

Havia um filme do meu tempo chamado ‘os insaciáveis’ e lembrei-me deste título porque ele traduz de certa maneira o que se passa em Portugal em termos de organização do futebol. Parece um funil! Condicionado apenas aos interesses de três entidades – Benfica, Sporting e FC Porto, e por esta ordem. É assim que o campeonato da primeira Liga caminha a passos largos para se tornar num mero instrumento ao serviço dos ‘grandes’. Um circulo vicioso, um nó que ninguém desata nem quer desatar! Já tínhamos a Liga de Honra com as equipas B, mas pelos vistos não chega! E aquilo a que assistimos hoje na Liga NOS é um corrupio de emprestados que, dentro da mesma época desportiva, saem de uns clubes e vão para outros como se fosse a coisa mais natural deste mundo. Até já se mobilizam treinadores da ‘casa mãe’ para acompanharem os jovens emprestados no seu crescimento e regresso ao lar! Não admira portanto que a maior parte dos jogadores a actuar em Portugal, os mais prometedores, claro, sejam propriedade de Benfica, Sporting ou Porto! E os que ainda não são para lá caminham. Na verdade basta alguém dar nas vistas e é logo vinculado ao cartel! Uma espécie de monopólio que corta a possibilidade a qualquer outro clube (que não tenha crédito ilimitado nos bancos falidos) de rentabilizar a respectiva formação ou pensar sequer em aproximar-se dos donos da bola! Isto é rigorosamente o que se passa e tem pouco a ver com sociedades ditas democráticas ou evoluídas. Aqui são sempre os mesmos a ganhar e são sempre os mesmos a perder. Por isso temos aquilo que temos – um campeonato subsidiado, impossível de rentabilizar, ou seja, falido. Mas atenção, há muita gente (importante!) a viver disto! Daí ser muito difícil mudar alguma coisa.

Saudações azuis


Nota. Voltarei ao assunto analisando-o na perspectiva dos interesses do Belenenses.

Adenda: Em tempos sugeri que a FPF faça o mesmo que se faz nos campeonatos evoluídos e rentáveis. Que limite o numero de jogadores que cada clube pode vincular. E que fiscalize e puna as aldrabices nesta matéria.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home