terça-feira, dezembro 13, 2016

Em Roma, sê romano!

É um ditado muito antigo que aplicado ao futebol indígena nos aconselha a dançar consoante a música. Assim e face aos previsíveis desenvolvimentos o Belenenses há-de precisar de um médio defensivo no caso de Palhinha regressar ao Sporting já em Janeiro. O Belém tem nos seus quadros um jogador com as mesmas características, chama-se Ricardo Dias e está emprestado ao Feirense. O único óbice reside na falta de maturidade que revela (ou revelava) quando aborda determinados lances. O que lhe tem valido um rol de cartões de várias cores. A dificuldade maior é a irregular utilização dos braços, quer nas tentativas de desarme quer quando salta. Mas isso treina-se, aprende-se e o rapaz está em muito boa idade de aprender. Digo isto porque acho que ele tem muitas qualidades e pode vir a ser útil ao clube. Outra hipótese seria pedir outro jogador emprestado ao Sporting. Mas médio defensivo não estou a ver quem?!

Outra saída, ao que tudo indica inevitável, é a de Sturgeon. Já escrevi sobre o assunto e não me vou repetir. É um dos jogadores fundamentais na actual manobra da equipa e arranjar alguém com o mesmo nível será muito difícil. Sturgeon funciona em ambas as alas, segura a bola na frente, acomete os defesas no um para um, ás vezes exagera, mas também sabe defender quando é preciso. Muito evoluído tácticamente peca apenas na finalização. Mas mesmo aí notam-se progressos! Calar-me-ia imediatamente se a SAD conseguisse convencer o Sporting a ceder-nos Podence* até ao fim da época. Quem não havia de gostar era o Moreirense. Nem o Moreirense nem o Inácio que foi para Moreira de Cónegos fazer crescer as duas pérolas que o Sporting lá tem.  

E temos ainda a possível saída de Gerso! O que a ser verdade obriga à contratação de um extremo.

Depois temos os problemas iniciais relativos à constituição do plantel e que não estão resolvidos. Falta um defesa direito que Rosell não é. Falta um centro campista que Bernardo pode vir a ser mas ainda não é. E falta um avançado com curriculum de goleador. Estou a falar de uma média de golos aceitável. E não me esqueço dos que lá estão, em especial de Andric, um jovem com grande margem de progressão. Estou convencido que Quim Machado é capaz de fazer dele um goleador. Sim, porque há treinadores que sabem fabricar bons jogadores e há outros que só sabem treinar com bons jogadores. É diferente.

Saudações azuis


*Daniel Podence iniciou-se no Belenenses em 2004, tinha sete anos. Se nada de anormal acontecer será um grande jogador muito em breve. Já é um jogador extraordinário. 

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home