terça-feira, novembro 15, 2016

Os oito campeões nacionais!

Concluindo a exposição anterior está na hora de repor a verdade e fazer justiça aos oito campeões nacionais nomeadamente àqueles que o sistema excluiu. Assim, contrariando teses e pareceres, que vêm sempre do mesmo lado, entendo que os campeonatos de Portugal, e até à sua extinção em 1938, foram os legítimos antecessores dos campeonatos nacionais da actualidade. Quer isto dizer que não há nem pode haver diferença entre a alegria sentida por um jogador do Olhanense que em 1924 ergueu o troféu de campeão de Portugal e a mesma alegria sentida pelos jogadores benfiquistas que exultaram com a conquista do campeonato de 2015! Dito isto ficam aqui registados os oito campeões e os respectivos campeonatos!

São eles o Olhanense (1924), o Marítimo (1926) o Carcavelinhos (1928), o Boavista (2001), o Belenenses (1927, 1929, 1933 e 1946), o Sporting (22 títulos/inclui 4 campeonatos de Portugal), o Porto (30 títulos/inclui 4 campeonatos de Portugal) * e o Benfica (35 títulos/inclui 3 campeonatos de Portugal).**


*O Porto que actualmente ostenta 27 campeonatos na verdade ganhou 30! E as contas são boas de fazer: neutralizado um campeonato da Liga experimental (1935) e adicionados os 4 campeonatos de Portugal que ganhou o somatório perfaz os 30 títulos.

** Para o Benfica o critério é idêntico: - ostenta actualmente 35 campeonatos nacionais, ora neutralizando os três campeonatos da Liga experimental (1936,1937,1938) e acrescentando os três campeonatos de Portugal que ganhou tudo somado e subtraído mantém os 35 títulos de campeão nacional.

É provável que o Benfica não goste destas contas nem deste critério, já que vê aproximar-se Porto e Sporting. Paciência, é o meu critério que, modéstia à parte assenta numa lógica insofismável: - na mesma época não podem coexistir dois campeões nacionais! Havendo que decidir só o campeonato de Portugal poderia gerar o campeão português! Fazer confusões com a Taça de Portugal, cuja primeira final só aconteceu em 1939*** (depois de extinto o campeonato de Portugal) é raciocínio enviesado e suspeito. **** 



Saudações azuis


*** Esta final foi jogada nas Salésias (único campo relvado de Lisboa) entre a Académica e o Benfica. Os estudantes ganharam por 4-3.

**** Já expliquei que quem argumenta que o campeonato da Liga, naquele quadriénio, gerava o campeão nacional e o campeonato de Portugal gerava um suposto vencedor da 'Taça de Portugal' morre pela base quando se sabe que os campeonatos de Portugal desse período nunca foram adicionados ao número de Taças de Portugal que os respectivos clubes ganharam.

Adenda: Por lapso na primeira versão deste postal atribui 34 títulos ao Benfica pois contabilizei apenas dois campeonatos de Portugal quando na realidade ganharam três. O seu a seu dono e assim as águias ganharam até à data os 35 títulos que ostentam.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home