quarta-feira, outubro 13, 2010

O futebol republicano!

Isto não está para grandes futebóis, nem para grandes crónicas, mas perante a descarada colagem do regime republicano ao desporto-rei (!) sou forçado a escrever umas lérias sobre o assunto:
Pois eu não sabia que o futebol era republicano, estava convencido que tinha sido inventado em terras de sua majestade britânica e divulgado em Portugal pela família Pinto Basto! E como eu, muita gente! E tudo isto aconteceu há mais de cem anos, antes de 1910. Aliás, não é por acaso que Benfica, Sporting e Porto andam em compita de antiguidade e já todos celebraram o respectivo centenário!

Mas faltava aparecer esta ‘coisa’ da AFL (associação de futebol de Lisboa) a comemorar o seu centenário… coladinho ao outro!
Mas a ‘coisa’ explica-se: - na linha das boas práticas republicanas, muda-se o nome a uma entidade que já existia (Liga Portuguesa de Futebol) e depois governamentaliza-se a ‘coisa’ através de uma organização piramidal. Organização que chega aos nossos dias, atravessando raios e coriscos, ditaduras e longas noites fascistas, para renascer a cada momento e em cada época, gerando os grandes dirigentes associativos que temos e me dispenso de nomear!

Explicada ‘a coisa’ percebe-se que quando toca a pôr o desporto ao serviço do regime, Salazar não se distinguia assim tanto de Afonso Costa nem este era muito diferente de Mário Soares. E percebe-se também porque se mudou o nome da Liga Intercalar para lhe chamar agora Liga Centenária! Que me desculpem os leitores que resistiram até este último parágrafo, mas isto não tem nada de centenário. Como não tem nada a ver com o livre associativismo que em república nunca existiu. É político, e infelizmente, paleolítico.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home