segunda-feira, agosto 13, 2007

Apresentações…

E golos para todos os gostos, mas lá está, eu prefiro os do Fernando! Por isso é preferível que o rapaz jogue em posição mais frontal à baliza, não o atirem para a extrema que ele não é extremo, o que ele tem é um remate forte e sem balanço. Bela apresentação da equipa, com muitas soluções, e das novas aquisições adivinha-se a titularidade de Gavilan e Mendonça! Quanto ao João Paulo Oliveira, tudo é possível. Rafael Bastos revelou as qualidades promissoras que já lhe havíamos assinalado: não tem tipo de jogador brasileiro, é mais geniquento, muito determinado a arrancar para a baliza, rematador, gosta de fazer o último passe, embora ás vezes não acerte, é uma promessa para seguir atentamente. Hugo Leal foi subindo de rendimento. Mano é cada vez mais uma certeza. Devic também se impôs aos avançados contrários. Mas todos brilharam, merecendo especial saliência uma das grandes armas de Jesus – a excelente preparação física que ministra aos jogadores! Já foi assim o ano passado. Lembrar-me de equipas que em épocas anteriores se arrastavam em campo… não tem nada a ver, é o dia da noite.
Bonita apresentação também por parte de Marco Aurélio, um jogador sério que sempre honrou o Clube! Bem mereceu os aplausos da noite.
Voltando à festa, eu bem sei que a equipa árabe não era grande opositora, mas existem pormenores que são independentes do adversário, como por exemplo – a já referida preparação física, o entrosamento, a disciplina de jogo, a concentração, e o respeito que todos os jogadores manifestam em relação ao treinador, o que é sinal, não de medo, mas de confiança nos seus ensinamentos. Já todos perceberam que podem valorizar-se, e nós, simples associados, também já percebemos que temos a funcionar, ali no Restelo, uma verdadeira academia, escola que se alarga aos jogadores adultos, que chegam por tuta-e-meia e passado pouco tempo são jogadores valiosos! O que desejamos é que esta academia do Restelo se conserve por muitos e bons anos! Claro que há sempre quem seja pobre e mal agradecido ou então quem esteja a ser vítima dos cucos, aves que gostam de aproveitar o esforço dos outros para conseguirem os seus objectivos.
Aguardemos pelo desenrolar de mais uma telenovela, na certeza de que os interesses dos clubes têm que ser defendidos, porque sem clubes não há futebol…nem sindicatos dos futebolistas, nem empresários de futebol, nem outros espécimes que vivem á volta do futebol mas que só contribuem para a sua extinção.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home