domingo, abril 09, 2017

Sem ataque!

O futebol tem destas coisas foi concebido para marcar golos na baliza adversária mas o Belenenses esta época tem sido dos clubes mais rebeldes nesta matéria. Ontem por exemplo passou o jogo todo a ignorar aquela regra básica! Em Janeiro para ultrapassar a rebeldia fomos buscar Maurides e Juanto e na verdade os golos apareceram, não muitos é certo porque para chegar ao golo há necessidade de alguns trabalhos preparatórios. Esses nascem sobretudo no meio campo zona do terreno onde somos realmente fraquinhos. Mas voltando ao jogo de ontem constata-se que nem Maurides nem Juanto jogaram! Minto, Juanto entrou a poucos minutos do fim quando o resultado já estava definido e mesmo assim ainda ameaçou a baliza de Casillas.

Não sou contra as alterações efectuadas acho até que é preciso renovar e arriscar mas há uma altura em que devemos corrigir o tiro e substituir quem de facto não está a render. Substituir sem esperar pelo fim do jogo. Quim Machado disse que a manta era curta e na verdade é. Não nos esquecemos que estávamos a defrontar o Porto a quem é muito difícil marcar golos. Mas por exemplo, Fábio Nunes esteve sempre pouco inspirado, e nem a troca de flanco com Diogo Viana foi tentada! São pormenores mas que às vezes mudam muito.

Enfim, fosse como fosse, precisamos de melhorar a qualidade da equipa se quisermos voltar a sonhar com vitórias contra os nossos rivais. Precisamos de mais jogadores como Edgar Ié para todas as zonas do campo, jogadores com outra velocidade de execução e pensamento, pese a inexperiência que aqui e ali revelou. A experiência adquire-se jogando.

Resultado final: Porto 3 – Belenenses 0



Saudações azuis 

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home