segunda-feira, abril 10, 2017

Noticiário azul sem cartilha!

A tradição é o saber acumulado e só os burros não percebem o que isso é. E não percebem porque são burros. No passado sábado o Belenenses entrou em campo sem a bandeira do Porto e ninguém terá dado por isso. Inclusivé eu! Li hoje a notícia e li também a justificação. Segundo consta a falha deveu-se ao facto de o Belenenses contar com o empréstimo de uma bandeira por parte do clube anfitrião. Uma explicação pouco consistente. Convém estar mais atento ao essencial e o essencial não são os jogadores ou os treinadores que perdem e ganham. Muito menos os dirigentes. O essencial é o espírito desportivo sem o qual acaba a competição e começa a guerra.

E é de guerra que vamos falar a seguir, guerrilha dentro e fora das quatro linhas com os comentadores televisivos afectos ao Benfica a exagerarem na dose e a mentirem. Aliás a mentira é neste Portugal a moeda corrente, uma moeda falsa e sem cotação internacional. É fácil de distinguir porque tem a efígie da república a amamentar a corrupção e a batota! E para que haja batota todos os dias é necessário preparar os tansos que gostam de ser enganados. ‘E são tantos que não podem ser tantos’, como diria o poeta!

Não se trata de informação prestada aos comentadores por parte dos clubes, o que seria natural e legítimo, não, não é nada disso, estamos a falar de instruções para unificar a opinião sobre os lances do próprio jogo! Instrução para papagaios que se fazem passar por comentadores que pensam pela própria cabeça quando afinal não têm cabeça! Isto acontece na televisão pública, paga pelos contribuintes, e acontece nas televisões privadas cuja concessão não se destina a atraiçoar a verdade desportiva. Suponho eu, mas se calhar estou enganado.

E por hoje já chega.


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home