sábado, agosto 22, 2015

Entre dois jogos…

Uma vitória fora (0-1) é uma vantagem preciosa mas na segunda mão os austríacos serão mais perigosos. É uma equipa estranha, aparentemente tosca, mas defende bem e tem gente rápida e alta que disputa a bola nas alturas sem complexos. Nada de livres infantis, com o adversário de costas, nada disso.
Entrámos bem no jogo, instalá-mo-nos no meio campo adversário, marcámos um golo e não fora um certo nervoso miudinho, que nos levou a abdicar do ataque e talvez tivéssemos resolvido a eliminatória. Mas não, e lembrei-me do Rio Ave, o Tiago Caeiro com a nossa defensiva lá atrás não consegue ter bola, nem cruzamentos, a situação arrastava-se perigosamente até que Sá Pinto fez entrar Camará obrigando ao recuo dos centrais austríacos. A partir daqui o Belém conseguiu accionar o contra ataque, e o ímpeto do Altach ficou controlado. Íamos a meio da segunda parte.

Referências individuais: Miguel Rosa voltou a evidenciar-se; Rúben Pinto merecia adiantar-se no terreno; Abel Camará entrou bem, segurando os centrais adversários; e uma menção para os protagonistas do golo – excelente passe de Tiago Silva, oportuna conclusão de Tiago Caeiro.

Saudações azuis



Nota: Amanhã, em Guimarães, jogo difícil, mas que devemos encarar com serenidade e classe.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home