segunda-feira, fevereiro 09, 2015

Uma vitória interessante!

Quando vi a equipa inicial, achei ousado, uma faceta do Lito, e preocupei-me com o Nelson a defesa-esquerdo. Enganei-me, a organização defensiva esteve impecável, solidária, aguentou estoicamente os últimos minutos e aguentou durante todo o jogo um árbitro de basketball! Ao mínimo contacto (azul), falta e cartão. O Vitória de Guimarães agradeceu pois é especialista em lances de bola parada, foi aliás com eles que ganhou no Restelo.

Verdade se diga que o árbitro poderia ter assinalado um penalty contra o Belenenses, logo no início, quando Pelé tocou em Alex. Também podia não ter marcado (como não marcou). Escusava era de mostrar cartão amarelo ao jogador vimaranense. Certo, certo, é que a partir daí o seu critério alterou-se!

Mas voltemos ao jogo e se os números não enganam tivemos, durante a primeira parte, a mesma posse de bola que o adversário. Não é para todos! E fomos perigosos, graças à agilidade de Dálcio, embora com naturais verduras, e graças também ao jogo inteligente do novo recruta, Rui Fonte. Sem esquecer naturalmente a capacidade para ter bola a meio campo. Neste particular, refiro-me à segurança de Pelé, às transições de Carlos Martins e ao esforço abnegado de Sturgeon. Tudo isto foi fundamental para manter o Guimarães em respeito. E a crónica não poderia terminar sem uma menção a Ventura, um guarda-redes que está sempre no sítio certo, que sai da baliza com coragem e, muito importante, sabe defender grandes penalidades!

Nota final: estamos todos de parabéns! Mas nestas horas também se pode ser treinador de bancada. Explico: - ainda não perdi a esperança de ver o Dálcio na ala esquerda. Ou seja, de ver os extremos sem os pés trocados.

Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home