quinta-feira, novembro 18, 2010

Selecção republicana 4 – Espanha 0

A crónica podia começar assim:
A selecção escalada para celebrar a implantação da república e o resto do ‘brilhante’ centenário (48 anos de ditadura incluídos) esmagou hoje a Espanha, actuais campeões do mundo, por quatro bolas a zero! A equipa que trajava de branco com lista vertical verde encarnada (cores da carbonária e da projectada união ibérica), realizou excelente exibição, bastante diferente da efectuada na África do Sul por ocasião do campeonato do mundo. Desta vez os jogadores actuaram mais de acordo com os seus pergaminhos (e vencimentos) já que na sua grande maioria alinham nos melhores clubes do planeta.

Ou podia começar assim:
O jogo amigável entre Portugal e Espanha (incluído na promoção da candidatura ibérica ao campeonato do mundo de 2018) acabou com a vitória, inteiramente justa, da equipa portuguesa que desta vez não se inferiorizou perante a estatura do adversário.

Ou então assim:
A instrumentalização do desporto por parte dos regimes republicanos e para fins exclusivamente propagandísticos é pecha antiga a que não escapam mesmo aqueles que se dizem ‘democráticos’! Era assim na União Soviética e na Alemanha de Hitler, foi assim na ditadura de Salazar, e de um modo geral é assim por todo o terceiro mundo. Portugal está portanto bem acompanhado nesta ‘Taça’ do centenário com um único senão – aquela não era ‘a equipa de todos nós’. Mas isso é de somenos para quem instrumentaliza, assim como é de somenos para a populaça que gosta de ‘pão e circo’, embora haja cada vez menos pão e haja cada vez mais circo!

Nota da redacção: A monarquia nunca comemorou centenários. E foram sete.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home