terça-feira, dezembro 15, 2009

Ponto de ordem

Disciplina e algumas rectificações:

Se é verdade que o Diakité andou a ensaiar greves de balneário, seja qual for o motivo, deve ser-lhe instaurado um processo disciplinar (sumaríssimo), e no caso de se confirmar a infracção, terá de ser punido de forma exemplar. Como é costume no Restelo já se ouvem vozes a defender o jogador com o argumento dos salários em atraso, e como é costume no Restelo a Direcção opta pelo silêncio expondo ainda mais o treinador. Mas repito, se é verdade o apelo à greve, se é verdade o motivo invocado, então é preciso explicar ao Diakité que o seu contrato é individual e por isso, no caso de estar descontente, só deve gerar uma reacção individual. E é bom não esquecer que o seu contrato é tão individual que até incluiu a possibilidade de faltar a um jogo importante para casar!
O Diakité também pode queixar-se ao sindicato, não pode é liderar rebeliões colectivas contra a sua entidade patronal, que afinal apenas se atrasou alguns dias no pagamento do que era devido. Não sou a favor destes atrasos, e já sabem o que penso desta direcção (e de quem votou nela) mas não embarco em movimentos ou atitudes que só prejudicam o Belenenses. Aliás, este espírito esquerdote que anima o Restelo, contribuiu largamente para a decadência e desaparecimento de muitos clubes do sul, no qual se inclui, infelizmente, o nosso. As características destes associados não enganam – sempre a favor dos culpados em desfavor das vítimas (no melhor estilo do processo da Casa Pia), sempre com panos quentes, sempre a favor da indisciplina. Assim não vamos longe.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home