segunda-feira, dezembro 21, 2009

Perfil

Despedido o treinador entramos agora numa nova (velha) aventura – encontrar alguém (capaz) que queira pegar no Belenenses Não vai ser fácil, porque treinar o Belenenses não é tarefa fácil, daí a recusa (inexplicável em qualquer parte do mundo) do actual treinador dos juniores! Sim, quem é que não gostaria de ascender na carreira, trocando os juniores pelos seniores?! A resposta a esta questão encerra toda a problemática do Clube. Por isso os treinadores com alguma ambição ou que querem preservar a sua imagem evitam correr riscos num Clube como o Belenenses. E o que se passa com os treinadores passa-se também com os jogadores – vêm para aqui sem ilusões ou se as têm perdem-nas rápidamente e acomodam-se à rotina.
Jorge Jesus foi excepção a esta regra. E a explicação é simples – Jesus, para além de ser um trabalhador incansável, desempenhava no Belenenses todas as funções do departamento de futebol, e não só.
Pelos vistos, este é o único perfil que serve ao actual Belenenses. Alguém que mande, que se imponha aos jogadores, que os obrigue a trabalhar no duro, que se sobreponha à direcção, que reduza as modalidades à sua verdadeira expressão, garantindo assim o império do futebol. No fundo o que precisamos é de um presidente-treinador. Ora esta figura não consta dos estatutos e ainda que constasse sempre se indagaria para que serve afinal o resto da direcção! Mas é uma figura destas que precisamos de contratar. O preço não interessa, porque sai sempre mais barato que qualquer outra solução.

Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home