terça-feira, novembro 10, 2009

Um terço do campeonato

Concluída uma terça parte da prova já podemos tirar algumas ilações: - entre os candidatos, Porto e Sporting fraquejam, enquanto o Benfica mostra argumentos. O Braga, a correr por fora, vai resistindo, mas a não ser que Domingos reinvente a veia goleadora bracarense, será difícil manter a posição.
No grupo seguinte, para além da estabilidade do Nacional, começam a ascender Marítimo e Guimarães, e a fazer fé nas últimas exibições, frente a Porto e Braga, respectivamente, tudo indica que continuarão a crescer. O Rio Ave, intratável no seu reduto, e o Paços de Ferreira, ainda embalado pela excelente prestação na época passada, completam este meio da tabela.
Para baixo temos as equipas que teoricamente lutarão para não descer. Porém, os sinais que emitem não são idênticos: - alguns aparentam franca saúde, enquanto outros parecem ter estacionado, quando não regredido. No primeiro grupo temos a União de Leiria, que tem vindo a acumular pontos (14 em 10 jogos), a Académica (pese a lanterna vermelha) que se reforçou com um treinador surpreendente, e a própria Naval.
As quatro equipas sobrantes, na qual se inclui o Belenenses, atravessam uma crise indisfarçável, a necessitar de cuidados intensivos.
Bem sabemos que o futebol não é uma ciência exacta, e que tudo pode mudar amanhã.
Mas hoje, a situação é esta.

Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home