sexta-feira, março 24, 2006

G-14 ou G-3?

Não se assustem, estou apenas a traduzir para português a conspiração dos chamados clubes ricos para ficarem mais ricos...à custa dos outros!
Não usam G-3, usam os seus atiradores furtivos, estacionados nos jornais, que vão preparando a opinião pública para a última golpada.
Expliquemo-nos:
São insaciáveis, e como tal, esgotadas as fontes de financiamento conhecidas, vá de se unirem a um pequeno Charleroi na tentativa de sacarem dinheiro por conta das convocatórias para as diversas selecções nacionais! A cobrar da UEFA e da FIFA, mas naturalmente através das respectivas Federações.
Em jogo estava uma indemnização monstruosa, retroactiva, mas por esta vez os organismos que superintendem ao futebol internacional, rechaçaram o pedido e a pretensão. E estabeleceram doutrina acusando o citado G-14 de cáfila de oportunistas que só pensam neles próprios, ignorando tudo o que se passa à sua volta.
A ideia base destas ‘sanguessugas’, como lhes chamou Blatter, é a seguinte: ‘Os jogadores internacionais são nossos, e quando os cedemos obrigatoriamente às selecções, continuamos a ter encargos com eles além de que se podem aleijar com gravidade e lá se vai o nosso investimento. E concluem: isto está muito caro, logo as Federações que paguem também. Quanto? Estamos abertos a negociações’!
Esta é a tese dos comilões! Que entretanto têm vindo a perder asa para outros voos, como sejam o campeonato europeu de clubes ‘à moda deles’, com os ‘meninos’ a controlarem as receitas, porque quanto às despesas, já todos conhecemos a... receita!
Não acho que a riqueza dos outros esteja directamente ligada com a minha pobreza, não sou marxista, mas no Portugal contemporâneo as coisas, tal como estão, prestam-se a dúvidas filosóficas! No futebol principalmente!
Basta reparar nos escribas de hoje! Preocupadinhos com a credibilidade do G-14! Porque falhou o tiro que tanto jeito daria aos nossos três ‘pequerruchos’. Para eles a tese está correcta, é preciso arranjar maneira de sacar mais dinheiro da Federação para dar aos grandes, práticamente os únicos que cedem jogadores à selecção. Madaíl está de acordo concerteza e assim fecha-se o círculo vicioso!
Que pena o G-14 estar desacreditado! Mas arranja-se outro organismo qualquer para seguir com a reivindicação, e pronto.
Esta é a lógica dos nossos jornalistas.
Rebater isto? Para quê?
Os outros clubes que não se deixem enganar, Belenenses, incluído. Eu já estou farto de os avisar.
Saudações azuis.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home