quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Enquanto o ‘apito’ vai e vem...

Folgam árbitros, jornalistas e jornais. Estes, já não têm vergonha nenhuma ou sequer respeito pelo leitor que por vício ou alguma outra razão desconhecida, lá vai comprando o jornaleco para acompanhar com a bica!
O ‘Record’, que não se distingue dos outros dois concorrentes, apresenta-nos hoje umas imagens plenamente gratificantes sobre alguns dos lances ‘duvidosos’ do jogo da Luz, que opôs Benfica e Nacional da Madeira, a contar para a Taça de Portugal.
Se os lances eram antes duvidosos, deixaram de o ser para quem olhe calmamente para as fotografias do jornal, retiradas das imagens televisivas! O que não se entende e permanece duvidoso é o critério que presidiu à colocação das legendas!?
Image hosting by Photobucket
De facto, no lance em que Leo pretende atingir a bola e atinge o calcanhar de Miguelito, é penalty por ser na grande-área do Benfica. O título da legenda está errado: onde se lê – ‘na bola’, deveria ler-se – ‘no calcanhar’.
A outra legenda trocada é aquela em que Ricardo Rocha, fazendo a ‘mancha’ como qualquer experimentado guarda-redes, evita com o braço que a bola se dirija para a sua baliza! Por ser na grande-área do Benfica é penalty que também ficou por assinalar!
Image hosting by Photobucket
O título da legenda ‘à queima’ sugere que é bola no braço e não braço na bola. Seria, se Ricardo Rocha não se tivesse movimentado como um guarda-redes na tentativa de suster o remate, o que aconteceu, mas com o braço.
Para a próxima aconselho os jornalistas do ‘Record’ a fazerem o que é costume nestas circunstâncias, tratando-se de um dos grandes do futebol português: não mostrem imagens, disfarcem, assobiem para o lado... e falem no ‘apito dourado’.É mais higiénico e escusam de brincar com os leitores. Pelo menos com aqueles que não são ‘ceguinhos’ por convicção!

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home