quinta-feira, setembro 27, 2018

Joaquinzinhos outra vez!


Passe a ironia sobre uma coisa boa que pode estar a resvalar para uma coisa má, a verdade é que, como já escrevi várias vezes, eu apoio o G 15 desde a primeira hora. Mais, e vou repetir-me, gabo-me de ter sugerido nestas páginas, e há alguns anos, uma organização semelhante. Basta procurar e ler.

Mas então pergunta-se: - se ele está aí porque insisto eu em criticá-lo?! Não será bem assim e explico. Eu só critico o G15 quando desconfio que pode estar a ser instrumentalizado por um dos três clubes que sabemos. E que não fazem parte do G 15. Podem ser suspeitas infundadas, admito, mas se forem basta clarificá-las rápidamente. E o porta voz do G 15 (Rui Pedro Soares) não o fez. Limitou-se a repetir os argumentos dos cartilheiros do Benfica. E isso irritou-me. 

Então, numa altura destas em que a credibilidade dos campeonatos está posta em causa, em que ficou patente a violência das claques e a incapacidade dos clubes de as conterem dentro dos limites da lei, então é nesta altura, repito, em que pela primeira vez se ousa afrontar o nacional benfiquismo vigente, que o G 15 resolve vir a terreiro irresponsabilizar os clubes pelos monstros que criaram e apadrinharam no seu seio?! Não me pareceu oportuno.

E a hipótese sugerida de atirar para as polícias e para o governo tudo o que diz respeito à segurança do público isso sim implicaria a menorização dos clubes de futebol por se mostrarem incapazes de organizar o espectáculo.

Saudações azuis


Nota: Dramé foi uma boa e oportuna aquisição.

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home