sexta-feira, dezembro 04, 2015

A centralização dos direitos televisivos, uma novela portuguesa!

O enredo é sempre o mesmo: - três comparsas que se detestam têm no entanto uma paixão comum – gostam muito do bolo! O bolo é realmente bom e é dali que vem o músculo que faz a diferença. Não o podendo comer todo sozinhos, são obrigados a reparti-lo entre eles. Depois de muito regateio, o bolo é dividido em partes mais ou menos iguais pelos três. 

A assistir ao repasto e com direito às migalhas estão dois grupos de anões - um grupo de quinze mais à frente e um grupo um pouco maior mais atrás. Os anões observam em silêncio a comezaina até que entram em cena três sujeitos bem constituídos, aparentemente com poder e força, mas com voz muito fininha. O primeiro a falar é da FPF, dá as boas vindas a todos e vai-se embora! O segundo sujeito é da Liga, vira-se para os três comparsas e diz muito baixinho: - não foi isto que combinámos! Dá meia volta e sai também. O terceiro sujeito é do governo, diz que veio à boleia e não tem nada a ver com aquilo. Despede-se proclamando a igualdade! Os três comparsas aplaudem considerando que de facto a divisão foi justa.
O repasto termina e vai tudo para suas casas.

No dia seguinte um anão azul reúne-se com os outros anões e todos decidem fazer greve aos jogos enquanto não houver bolo para os anões!
Este capítulo da novela ainda não foi escrito.




Saudações azuis  

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home