segunda-feira, outubro 26, 2015

Humildade e raça

Para logo á noite (Belenenses- União da Madeira) Sá Pinto deve fazer jus ao que disse – aqui não se fazem poupanças, os jogadores são todos titulares – portanto, a única regra que conheço é esta: - em equipa que ganha, não se mexe. Veremos se será assim.
O título que escolhi tem a ver com isto. Não quero vedetismos, quero humildade e raça.

Mudando de assunto: já perceberam porque é que não tenho escrito muito sobre o Belenenses?! Não vale a pena estar a sobrepor-me aos jornais de grande circulação. Nesses jornais, todos os dias, há referências ao nosso clube. Referências dispensáveis.

Sobre este tema, já uma vez sugeri que as ligações perigosas do presidente da SAD quer com os socretinos (discípulos de Sócrates) quer com o nacional-benfiquismo (discípulos de Vieira) podem prejudicar o Belenenses. Espero que tenha isso em consideração. 

E também não gosto da expressão – ‘este clube esteve para acabar’! Nem que recomeçasse do zero o Belenenses só acaba quando os seus associados quiserem. Podemos sempre recomeçar. Obviamente com uma limpeza prévia às ‘quintinhas’ que persistem no Restelo.

Por fim, um aviso á navegação: - Existe a convicção (idiótica) de que o regime, e a impunidade que lhe anda associada, são eternos. Não são. Vão cair mais depressa do que se julga. Logo, há que arrepiar caminho o quanto antes.



Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home