terça-feira, março 14, 2017

Sonhos pequenos dão grandes pesadelos!

Eu avisei: - alinhe com os jogadores em melhor forma física e mental! Quim Machado só percebeu metade da mensagem. E também avisei que jogadores dados a paragens cerebrais e desconcentrações não podiam jogar. O futebol ao mais alto nível é um jogo de inteligência, onde os pormenores contam. E por isso afirmo que aquele primeiro golo não pode existir. Há jogadores que não têm nem nunca terão estofo psicológico para enfrentarem determinadas situações. E nem sempre é por defeito, às vezes até é por excesso. Excesso de voluntarismo, que os leva ao descontrole emocional e que normalmente dá asneira. Em suma estou farto de ser goleado pelo Benfica e não há maneira de me habituar. Portanto aquele discurso de jogar no campo todo não me convence. Em primeiro lugar é um discurso que só os treinadores do Belenenses fazem questão de verbalizar. Eu sei porquê! A razão deste discurso prende-se com o facto do Belenenses, e quem fala por ele, ainda se sentir na obrigação de não defraudar os sonhos de grandeza dos seus adeptos! Sonhos que persistem apesar do calvário que há muito tempo percorremos. Não vale portanto a pena falar mais do jogo mas vale a pena falar do futuro do Belenenses que nunca pode ser este. Alguma coisa terá que se fazer ou acontecer para deixarmos de ser os coitadinhos do costume. Vêm aí eleições, que talvez sejam antecipadas, e quem quiser tomar em mão os destinos do clube tem que perceber que o Belenenses é um grande do nosso futebol e só ele poderá alguma vez ombrear com os outros três grandes. Não será no Minho nem no Porto que surgirá um clube com essa capacidade. Quando houver alguém que perceba isto e esteja em condições de o pôr em prática, então sim, o Belenenses jogará no campo todo a sério e não a fingir.

Resultado final - Benfica 4 - Belenenses 0


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home