sexta-feira, março 10, 2017

Jogar contra os offshores!

Devia haver um campeonato só para clubes offshores. Explico - clubes cujos presidentes, ex-presidentes, candidatos a presidentes, mentores, façam parte da lista dos grandes devedores à banca falida. Ou então dividíamos o campeonato em dois grupos: - de um lado os que jogam de botas cardadas e do outro os que jogam descalços. Pô-los a jogar uns contra os outros não me parece justo e pode até aleijar alguém. Dito isto encaremos o jogo de segunda-feira como o Feirense, no passado fim-de-semana, encarou as águias! Bem sei que não foi na Luz onde ardem tochas legais, onde os empurrões do Mitroglu também são legais e onde os árbitros costumam distribuir cartões e faltas de acordo com os altos critérios que o nacional benfiquismo patrioticamente impõe! Mas mesmo assim quero que os jogadores vestidos de azul corram tanto como os encarnados, disputem cada lance com a energia e a intensidade dos adversários, sem fazerem faltas estúpidas ou escusadas. E não se esqueçam que no futebol moderno ganha quem for mais rápido a decidir e a arrancar para a bola. Paragens cerebrais e desconcentrações são proibidas nestes jogos. Espero portanto que o Quim Machado faça alinhar aqueles jogadores que estão em melhor forma física e mental não queimando substituições que podem vir a ser preciosas. E pronto, vamos lá trazer pontos da Luz.


Saudações azuis

xmlns:dc="http://purl.org/dc/elements/1.1/"

<< Home